Search

Um pequeno passo para o pinguim, um salto gigantesco para o software livre

Desde o meu primeiro contato com o Linux durante o meu curso técnico eu achei ele muito interessante, contudo como a maioria dos usuário de Windows eu sempre ficava insatisfeito com o problema de compatibilidade de software, vários programas e jogos (tirando aqueles que podem ser emulados ou possuem versão para Linux) não permitiam a instalação. Até mesmo a própria instalação e configuração do sistema eram um grande desafio.

Com o passar dos anos as distribuições foram se aperfeiçoando e algumas se destacando mais que as outras (Ubuntu), seu processo de instalação e uso ficou bem mais simples, ainda estão longe de ter uma fatia significante no mercado (desktop), mas é possível ver no horizonte um futuro promissor para os desktops com Linux. Digo isso pelo fato do anúncio da Valve sobre disponibilizar alguns jogos para rodarem em Linux e não será qualquer jogo, temos nessa lista títulos como o Left 4 Dead 2 e Team Fortress 2. Esse processo está em fase experimental para um pequeno público, mas é questão de tempo até ficar disponível para todos.

São esses tipos de ações que animam os usuários de Linux e que deve causar nervos na Microsoft. Para ficar redondo, empresas como Adobe, Autodesk e Cia, poderiam seguir o mesmo exemplo, dessa forma iria aumentar em muito a quantidade de usuários e a possibilidade de se tornar um dos principais sistemas do mercado.

Pensando nesse futuro (possivelmente não tão distante) irei começar em breve uma nova seção aqui no blog, ela irá se chamar “A Saga de um Pinguim“, irei mostrar nela como uma pessoa que nunca teve contato com o Linux os primeiros passos que devem ser tomados, aguardem.



É formado como Técnico em Informática, possui graduação como Gestor em TI e pós graduação em Metodologia do Ensino na Educação Superior, trabalha atualmente com Suporte Técnico Educacional, mantém o blog como forma de organizar suas idéias.


One thought on “Um pequeno passo para o pinguim, um salto gigantesco para o software livre

  1. GustavoGustavo Felipe

    Bacana a iniciativa da seção “A Saga do Pinguim” haha. Eu já tive contato com o Linux, mas como você mesmo disse, ele é muito “limitado” e talvez seja uma forte franquia para bater de frente com a Microsoft no futuro.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *