Search

Google+ versus Facebook: veja as principais funcionalidades das duas redes

Bem interessante o vídeo do Olhar digital sobre o Facebook e o Google+. Vejam abaixo:

As redes sociais entraram em uma batalha para conquistar os usuários e que, muitas vezes, tem levado uma a copiar funcionalidades da outra.

 

Leia a matéria na integra    

 Quando o Google+ foi lançado, os executivos da empresa foram categóricos em afirmar que não deixariam de fazer investimentos e trazer inovações para o Orkut, e que a nova rede social (Google+) era algo completamente diferente da antiga rede. Como se não bastasse, as pessoas começaram a comparar a novidade com o próprio Facebook.

Como o Orkut parece não ser prioridade nem mesmo para o Google nos Estados  Unidos, resta saber o que vai acontecer na disputa entre Facebook e o Google+. Quais as semelhanças e as diferenças entre elas? Vale a pena ter conta nos dois ambientes?

Bom, a história no Facebook é bem parecida com a das redes sociais antigas. Você faz um cadastro e a grande sacada aqui é promover o relacionamento entre as pessoas das mais diversas maneiras. É possível colocar o papo em dia com aquele amigo da escola, que você não vê há anos, mandar recados para o colega de trabalho, redescobrir aquela pessoa que conheceu em uma viagem ao exterior… ou seja, a turma, por aqui, é bem grande e heterogênea.

O Facebook é líder em quase todos os continentes – atualmente, só não é líder na Ásia. Por isso, as chances de encontrar qualquer pessoa por aqui são grandes. Pode-se dizer que ele “engoliu” as outras redes sociais e virou uma gigante global.

Adriano é programador e vive intensamente o mundo das redes sociais. É usuário de primeira hora do Facebook e, também, da Google+. Ele não esconde uma certa preferência pela rede de Mark Zuckerberg: “Como é uma ferramenta mais nova e recente, você tem menos recursos em comparação a outras redes sociais”, pondera. No entanto, ele considera que a plataforma criada pela gigante de buscas é melhor no quesito facilidade de uso. “Confesso que tenho muitos amigos que têm dificuldades para aprender a mexer no Facebook”, acrescenta.

Outro diferencial entre as duas redes está no fato de que no Google+ é possível encontrar os amigos, mas o público é ainda muito restrito. Quem caiu nas graças dessa rede social foram os geeks. Muito dificilmente, você encontrará a sua mãe aqui, por exemplo – por mais que ela tenha uma conta no Orkut e no Facebook.

A verdade mesmo é que, lá no fundo, o Google+ veio com a intenção de ser uma ferramenta para reunir todos os outros serviços da gigante: Youtube, Blogger, Reader, Docs, Gmail… e, a partir dele, permitir que o usuário compartilhe conteúdos com a sua rede de amigos. No final das contas, se você utiliza vários serviços do Google, é provável que, muito em breve, também tenha uma conta ativa na nova rede social da empresa.

Tem mais um elemento na história do Google+. Esse já famoso botãozinho “+1”, chegou a ser comparado com o “Curtir”, do Facebook. Só que ele também serve para que a empresa entenda o seu gosto na internet, já que você só deve “curtir” aqueles conteúdos que achar interessante. Tudo isso vai sendo armazenado na sua conta.

A partir daí, as possibilidades são inúmeras. O próprio Google já assumiu que o “+1” terá cada vez mais peso na indexação do buscador. Em outras palavras, páginas com muitas indicações, terão preferência na hora que você pesquisar por algum termo na ferramenta.

Existem outras diferenças, mas o que acontece é que os dois serviços parecem estar cada vez mais iguais – um anda copiando coisas do outro o tempo todo! O Facebook foi quem começou, copiando a conversa por vídeo que o Google+ implementou. Depois, o Google correu atrás dos jogos, tão famosos no Facebook. E pegou pesado, oferecendo, logo de cara, o famoso Angry Birds, de graça.

Tem também a história da privacidade: quando o Google+ foi lançado, as suas várias possibilidades de círculos sociais chamaram a atenção, mas até isso já é possível fazer no Facebook – se você ainda não sabe como criar grupos na rede de Mark Zuckerberg, a gente te dá o link junto com essa matéria.

Agora, o Google promete lançar uma área de sua rede social exclusiva para empresas. Será que vai ser algo parecido com as fan pages, ou as páginas de grupos do Facebook? Isso, só o tempo dirá. Já a plataforma criada por Mark Zuckerberg aposta na integração com serviços de música para se manter à frente – e até aumentar a distância.

No próximo dia 22 de setembro, as novidades devem ser anunciadas pela empresa. E você pode acompanhar todos os passos dessa briga de gigantes aqui no Olhar Digital. Junto com essa matéria, te damos todos os links para que você tire o máximo proveito dos 2 ambientes. E também confira as mais recentes novidades de cada uma delas. Acesse já.

Fonte: Olhar digital




Jonas

Jovem técnico em informática, filosofo e escritor, usuário avançado de Windows 7 e adepto a programas Freewares.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *