Search

Ganhar dinheiro clonando, sabe como?

Esse é o que sustenta a Empresa Rocket: clonar negócios de internet bem-sucedidos.

 Após terminar uma tese na escola de negócios Kellogg, nos EUA, o alemão Oliver Samwer teve uma ideia, não muito original, mas teve. Com o crescente sucesso do eBay, ele criou um site de leilões chamado Alando, cópia do site americano para o mercado alemão. O projeto teve aceitação imediata. Com apenas cinco meses de mercado o Alando foi comprado pelo eBay por nada menos de 54 milhões de dólares.

 A clonagem sempre existiu na internet, talvez somente Samwer soube desenvolver com tanta eficácia. Não sendo o pioneiro, mas o primeiro a fazer sucesso com o projeto, em 2007 nasceu a Rocket, onde hoje atua seus outros dois irmãos: Marc e Alexander Samwer.

 O sucesso dos alemães foi meteórico. Em 2004 foi criado o Jamba, uma espécie de portal de conteúdo para celulares que foi vendido por 273 milhões de dólares e o StudoVZ em 2007, um clone do Facebook, vendido por 112 milhões de dólares.

 Sacadas e ideias fantásticas de lado, até que ponto é ético trabalhar em um mercado desta forma? Com certeza há aqueles que dirão: não tem nada a ver. Ou, “nada se cria, tudo se copia”. Outros, por sua vez, discutiriam por um bom tempo esta questão. Polêmicas a parte, entendo que os líderes de mercado, seja qual for o seguimento, terão que lidar sempre com os concorrentes.

A grosso modo, a Rocket “força” a empresa líder de mercado comprar a ideia para não correr o risco de perder o posto, ou seja, cria-se um concorrente baseado em um existente e lucra com a venda deste projeto à empresa líder.

 Sejamos francos: ético ou anti-ético, os três irmãos alemães fizeram algo que ninguém fez e hoje são milionários.

 Com a missão, visão e valores estabelecidos, estruturados, a Rocket está no Brasil e facilmente investe em projetos que tenham grandes chances de sucesso. Se você tem um projeto e entende que vai fazer sucesso, procure-os. Hoje, eles tem um escritório no Villa Lobos Office Park, Vila Leopoldina. Apenas lembrando que são projetos na Internet.

 Seja um clonador você também.

Fonte: revista Exame Agosto de 2011



Leonardo

Tenho 21 anos, sou formado em Marketing, Administração e apaixonado por caligrafia. Acompanho diariamente o mercado de Tecnologia, Financeiro, Negócios e sou fã da Apple. Leciono Teologia e pratico o uso da filosofia e antropologia


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *